Arte na BNCC do Ensino Fundamental. Entenda como funciona

Inserida no campo do saber de Linguagens, a área de Arte ganhou maior flexibilização na delimitação dos currículos e a possibilidade de adequá-los à realidade local do aluno.

Segundo a Base Nacional Comum Curricular, a progressão em Arte não deve ser linear, rígida ou cumulativa em relação às linguagens ou objetos de conhecimento. A proposta é de um “movimento no qual cada nova experiência se relacione com as anteriores e as posteriores” (BNCC p.195).

Para isso, o trabalho com Arte divide-se em dois ciclos:

  • 1º ao 5º ano – com o objetivo central de proposição de experiências e vivências artísticas centradas nos interesses e culturas infantis.
  • 6º ao 9º ano – com objetivo de maior sistematização dos conhecimentos e proposição de experiências, com interações artísticas e culturais de diferentes épocas e contextos, nacional e internacional.

DIMENSÕES DO CONHECIMENTO EM ARTE

  1. Criação: fazer artístico que dá materialidade estética a sentimentos, ideias, desejos ou que gera processos, acontecimentos e produções artísticas.
  2. Crítica: articula ação e pensamento propositivos, envolvendo aspectos estéticos, políticos, históricos, filosóficos, sociais, econômicos e culturais.
  3. Estesia: experiência sensível em relação ao espaço, tempo, som, ação, imagens, próprio corpo e diferentes materiais.
  4. Expressão: possibilidade de exteriorizar e manifestar criações subjetivas por meio de procedimentos artísticos individuais ou coletivos.
  5. Fruição: deleite, prazer, estranhamento e abertura para se sensibilizar durante práticas artísticas e culturais.
  6. Reflexão: atitude de perceber, analisar e interpretar as manifestações artísticas e culturais, seja como criador ou leitor.

COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS DE ARTE

  1. ENTENDER A DIVERSIDADE ARTÍSTICA E CULTURAL
    Explorar, conhecer, fruir e analisar criticamente práticas e produções artísticas e culturais do seu entorno social, dos povos indígenas, das comunidades tradicionais brasileiras e de diversas sociedades, em distintos tempos e espaços para reconhecer a arte como um fenômeno cultural, histórico, social e sensível a diferentes contextos e dialogar com as diversidades.
  2. ARTE EM MÚLTIPLAS LINGUAGENS
    Compreender as relações entre as linguagens da Arte e suas práticas integradas, inclusive aquelas possibilitadas pelo uso das novas tecnologias de informação e comunicação, pelo cinema e pelo audiovisual, nas condições particulares de produção, na prática de cada linguagem e nas suas articulações.
  3. ARTE E IDENTIDADE
    Pesquisar e conhecer distintas matrizes estéticas e culturais – especialmente aquelas manifestas na arte e nas culturas que constituem a identidade brasileira –, sua tradição e manifestações contemporâneas, reelaborando-as nas criações em Arte.
  4. LUDICIDADE
    Experienciar a ludicidade, a percepção, a expressividade e a imaginação, ressignificando espaços da escola e de fora dela no âmbito da Arte.
  5. TECNOLOGIA
    Mobilizar recursos tecnológicos como formas de registro, pesquisa e criação artística.
  6. ARTE E SOCIEDADE
    Estabelecer relações entre arte, mídia, mercado e consumo, compreendendo, de forma crítica e problematizadora, modos de produção e de circulação da arte na sociedade.
  7. CULTURA SOCIAL
    Problematizar questões políticas, sociais, econômicas, científicas, tecnológicas e culturais, por meio de exercícios, produções, intervenções e apresentações artísticas.
  8. AUTONOMIA E EXPRESSÃO
    Desenvolver a autonomia, a crítica, a autoria e o trabalho coletivo e colaborativo nas artes.
  9. VALORIZAÇÃO DAS CULTURAS
    Analisar e valorizar o patrimônio artístico nacional e internacional, material e imaterial, com suas histórias e diferentes visões de mundo.

Clique no link abaixo e baixe do site oficial da BNCC a última versão homologada.

http://download.basenacionalcomum.mec.gov.br/

Voltar para a página inicial
Voltar para a página inicial